• what is unbounce
  • CATEGORIAS

    5 estratégias para AdWords que você pode implementar

    switches-and-dials
    A sua concorrência conhece esses controles avançados do AdWords? Foto de Marcin Wichary via Flickr.

    Com o aumento da concorrência no Google AdWords, nós, profissionais de marketing de busca, temos que farejar tesouros.

    Às vezes esse tesouro é encontrado nas profundezas da interface do Adwords em forma de controles avançados, aqueles pequenos ajustes de campanha PPC que tornam seus anúncios mais relevantes e te colocam à frente da concorrência.

    Vou te contar cinco desses truques. Vamos lá.

    Teste o público-alvo de intenção personalizada

    Você já parou pra pensar no que o Google faz com a montanha de dados que eles estão coletando bem discretamente enquanto a gente navega por uma variedade de produtos Google e sites recheados de rastreamento do Google?

    Uma funcionalidade lançada recentemente pelo AdWords, chamada público-alvo de intenção personalizada, coloca em prática essa valiosa dica.

    A ideia por trás dessa funcionalidade é permitir que anunciantes enxerguem para além de dados demográficos e mirem usuários que demonstram ter a intenção de comprar um produto específico com base no seu comportamento na rede.

    Como o Google sabe quando um visitante está pesquisando e comparando produtos, ou clicando em anúncios parecidos e convertendo, eles podem potencializar esses dados para ajudar os anunciantes a alcançarem clientes em vários sites da Internet.

    Estes são alguns dos públicos-alvo de intenção personalizada e onde eles aparecem no AdWords:

    in-market-audiences
    Públicos-alvo de intenção personalizada permitem que você potencialize os dados do Google para atingir clientes que demonstram ter a intenção de comprar o seu produto.

    Digamos que você seja um vendedor de carros que quer oferecer seus serviços para pessoas cujo comportamento na internet indica que estão planejando comprar um carro novo em breve. Essa funcionalidade é uma ótima maneira de chegar nesse público usando uma quantidade valiosa de dados do Google.

    Além das palavras-chaves que já estão sendo usadas nas suas campanhas de busca, você pode (e deve) segmentar públicos-alvo de intenção personalizada.

    2. Teste os anúncios dinâmicos do AdWords

    O remarketing tradicional mostra anúncios sem saber para qual produto do seu site o visitante estava olhando.

    Mas o Google acaba de lançar a opção de fazer remarketing de um produto específico. Esta é uma funcionalidade que vale a pena testar, principalmente se você é varejista.

    Com a ajuda dos seus amigos do Google, você pode descobrir para quais produtos as pessoas olharam e aí mostrar anúncios de remarketing destacando esses mesmos produtos.

    Em outras palavras, você pode dar às pessoas exatamente o que elas querem.

    Um anúncio dinâmico funciona assim:

    amazon-socks
    Como pode ver, eu estava buscando por meias na Amazon. Não me julgue.

    Enquanto eu passeio pela Internet, ele fica me lembrando que eu olhei para este produto, mas nunca comprei. Como você pode imaginar, esta tática de remarketing cria anúncios altamente relevantes que convertem muito bem.

    Quer testar?

    Aqui vai um guia detalhado de como fazer a configuração.

    3. Personalize anúncios com atualizações em tempo real

    Você deve saber que a urgência é um componente importante de um anúncio de alta performance, mas quem tem tempo para ficar publicando promoções o tempo todo, atualizar códigos e ajustar o texto dos anúncios? Você mesmo não.

    Por isso que o Google lançou um conjunto de scripts bem práticos que um redator de anúncios consegue entender.

    Por exemplo, agora você pode dizer pro Google “A minha promoção começa hoje e termina em 14 dias, então atualize o texto do meu anúncio com base nisso sempre que você mostrá-lo”. Você pode até usar essa estratégia por hora: “O webinar começa em duas horas, não se esqueça de reservar seu lugar”.

    Mas isso é só o começo.

    Têm vários outros elementos dinâmicos no anúncio que você também pode controlar. . Veja o exemplo abaixo, onde tudo que está destacado em amarelo é dinâmico:

    pro-whip-mixer

    Agora você pode codificar o nome do produto (ProWhip 300), os detalhes do produto (4,7 litros), o preço (199 dólares) e a duração da promoção (5 dias).

    Antes desse tipo de personalização, os varejistas tradicionais tinham que criar uma planilha enorme para catalogar e atualizar o inventário. Era assim que o Google acessava o modelo do produto, preço e parâmetros da promoção.

    Agora, dá pra fazer isso usando um código simples o suficiente para que a gente que é profissional de marketing digital possa interagir diretamente com a interface do AdWords. Os tempos estão mudando.

    Para saber mais sobre atualizações em tempo real, dê uma olhada neste artigo.

    4. Programe anúncios de acordo com a disponibilidade da sua equipe de vendas

    Não tem nada mais frustrante do que pagar por leads que esfriaram. Então por que publicar anúncios que atraem leads às 3 da madrugada quando não tem ninguém para ligar de volta?

    Em algumas empresas, os clientes vão esperar por essa ligação, mas nem todas são assim. Quando um lead está quente, ele está quente mesmo, mas depois de algumas horas, uma grande necessidade se torna, na melhor das hipóteses, uma curiosidade.

    Para maximizar o retorno dos gastos com anúncios, algumas empresas usam o agendamento de anúncios religiosamente. Dê uma olhada em como uma estratégia de agendamento de anúncio PPC gerou uma melhoria de 69% no custo por aquisição.

    Veja como encontrar essa funcionalidade nas configurações avançadas de campanha:

    ad-scheduling

    Essa funcionalidade é bem útil se, digamos, seus escritórios e sua equipe de vendas estiverem na Holanda e os seus clientes em potencial estiverem espalhados pelos Estados Unidos. Ou se você descobrir que as chances de compra em uma certa hora do dia são maiores.

    Este simples ajuste ajuda a garantir que você só vai pagar por leads quentinhos saindo do forno.

    5. Não deixe concorrentes sugarem o orçamento dos seus anúncios

    Os seus concorrentes estão clicando nos seus anúncios – eu te garanto. Mas tem um jeitinho de você não ter que pagar por esses cliques.

    Que jeitinho é esse? Exclusão de endereços de IP.

    Tem um truque para descobrir e bloquear os endereços de IP dos seus concorrentes para eles nunca mais verem os seus anúncios. E eu vou te ensinar como se faz.

    Primeiro você precisa descobrir os endereços de IP dos seus concorrentes. Talvez você precise tentar algumas táticas diferentes:

    • Procure um email da empresa. Você pode localizar os endereços de IP olhando o cabeçalho do email. Este artigo explica como fazer isso.
    • Encontre o endereço de IP do domínio da empresa. Dê uma olhada neste artigo sobre como fazer isso. Às vezes as empresas usam um IP diferente do que está associado ao site delas para pesquisar na Internet, então esta parte pode ser um pouco trabalhosa. Tente.

    Assim que você tiver os endereços de IP, role a página para baixo até “Exclusões de IP” nas configurações do seu AdWords e cole todos lá. Veja aqui como é essa página:

    ip-address-exclusion

    Pronto. Os IPs são bloqueados.

    Teste formas de melhorar seu ROI

    Essas táticas não funcionam para todo mundo, assim como é o caso de outras estratégias de marketing.

    No final das contas, a maioria dos profissionais de marketing de busca vai te falar para testar quase tudo. Porque é isso que você deve fazer mesmo.

    Eu espero que você tenha se inspirado lendo essas cinco ideias.

    Qual dessas táticas você vai testar primeiro? A gente esqueceu algum dos seus truques favoritos? Avise pra gente nos comentários.


    Veja alguns exemplos de Landing Pages para PPC

    Sobre Igor Belogolovsky
    Igor Belogolovsky é um profissional de marketing de receita da Bay Area que está muito animado com a época de snowboard. Ele já perdeu as contas das muitas contas de AdWords que já otimizou. Igor é cofundador do Cleber Zebo, uma agência de marketing prática focada em publicidade paga e aperfeiçoamento de funil de conversão.
    » Mais publicações por Igor Belogolovsky